A IGEC no  Logo Twitter e Logo YouTube
 

Quem pode ter acesso a documentos constantes de processos de natureza disciplinar?

O processo disciplinar é secreto até à acusação, podendo no entanto ser facultado para exame ao arguido, se ele o requerer (art.º 200.º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, aprovada pela Lei n.º 35/2014, de 20 de junho). Relativamente aos processos já findos, é irrestrito o acesso a documentos não nominativos que deles constem. Quanto aos documentos nominativos (aqueles que contenham juízos de valor ou informação abrangida pela reserva da intimidade da vida privada, a respeito de pessoa identificada ou identificável), só têm a eles acesso, em princípio, as pessoas a quem os dados digam respeito, ou terceiros a quem essas pessoas autorizem o acesso, por escrito. Fora destes casos, terceiros só poderão aceder a esses documentos se demonstrarem interesse direto, pessoal e legítimo (caso do participante em processo disciplinar) (arts. 5.º e 6.º da Lei de Acesso aos Documentos Administrativos - LADA, aprovada pela Lei n.º 46/2007, de 24 de agosto).